• Atividades Sênior

DANÇA DOS AMBIENTES

Ramos indicados: Escoteiro e Sênior
Número de jovens: mínimo de 6
Número mínimo de escotistas: 1

1) Resumo
Esta é uma atividade multidisciplinar baseada na clássica brincadeira ‘dança das cadeiras’. Os jovens representam animais procurando os ambientes em que possam viver e aprendem de forma divertida sobre diferentes tipos de habitat e a importância de áreas protegidas para a conservação da biodiversidade.

2) Objetivos
• Estimular o interesse pelos animais brasileiros e ambiente em que vivem;
• Conhecer sobre a importância das áreas protegidas;
• Valorizar a conservação da natureza.

3) Materiais necessários
• Giz para quadro negro ou fita crepe;
• Aparelho de som com música animada;
• 12 tiras grandes de cartolina com o nome de ambientes diferentes;*
• 8 tiras grandes de cartolina para problemas ambientais ou intervenções humanas;*
• Fita adesiva larga;
• Crachás para escrever nomes de animais*
• Imagens de animais retirados de livros ou internet*

* A escrita nas tiras e crachás deve ser grande e legível. Para saber quais são os ambientes, problemas ambientais e animais da dinâmica, consulte as listas no procedimento do PDF.

Baixe o PDF para visualizar a atividade completa.

NOSSAS ÁRVORES NATIVAS

Anos indicados: Lobinho e escoteiro
Número de jovens: mínimo de 5
Número mínimo de escotistas: 1

1) Resumo
Esta atividade multidisciplinar proporciona aos jovens o entendimento sobre a importância da conservação de árvores nativas. Está dividida em duas etapas: na primeira, os jovens são orientados a fazer uma pesquisa para levantar as espécies de árvores nativas que existem na região; na segunda, participarão do plantio de mudas e identificação das espécies escolhidas para o plantio.

2) Objetivos

• Observar o meio em que vive e a arborização da cidade;
• Conhecer as espécies arbóreas nativas;
• Valorizar e proteger as árvores;
• Conhecer as responsabilidades de cidadão, com relação ao meio ambiente.

3) Materiais necessários

Para a primeira etapa:
• Cartolinas;
• Canetas coloridas;
• Canetas esferográficas;
• Lápis;
• Blocos ou cadernos para anotações;

Para a segunda etapa:
• Máquina fotográfica;
• Pás para abrir as covas;
• Regadores com um pouco de água;
• Pequenas placas para identificação das mudas;
• Pincel atômico ou tinta e pincel para a inscrição nas placas;
• Mudas de árvores nativas – para saber como obter e escolher as mudas mais adequadas, consulte o anexo ‘Orientações para o plantio de mudas’ no PDF abaixo.

Baixe o PDF para visualizar a atividade completa.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: